domingo, 23 de abril de 2017

Um sonho mexicano chamado Natalia Lafourcade

Acho que demorei pra escrever sobre ela. Mais precisamente quatro anos. Em 2013 que eu conheci a música da cantora Natalia Lafourcade e me apaixonei pela primeira ‘ouvida’. Mas foi à primeira vista também. Não por acaso. Um amigo me enviou um videoclipe e nele ela estava vestida em trajes um tanto antigos, coque preso trançado, um cenário todo típico de anos 20 e ela com seu violão e seu microfone vintage, cantando com muita sensibilidade uma canção muito suave.

   
"Maria Bonita", de Agustín Lara


quarta-feira, 6 de julho de 2016

Eu ainda não falei de Seal


Depois de falar de tantos artistas da música que admiro, canções e clipes que eu curto, a lista realmente é extensa, mas esse cantor, quem me conhece sabe que não pode ficar de fora do Mercuriosidade.

A verdade é que eu adiei muito esse momento, mas sabia que ele ia acontecer. Aproveitei o embalo de reler o blog, pra escrever sobre o cantor mais incrível dos últimos tempos, o inglês Seal. Minha paixão pelo seu trabalho nasceu no final da infância, ouvindo um CD que a minha querida tia tinha dele. Era o seu segundo lançamento, e eu simplesmente fiz dele a minha casa. Ouvia toda hora, conhecia todas as letras, enfim, é um caso de amor eterno.


terça-feira, 8 de março de 2016

Hey Hey! Como eu virei fã dos Monkees - ou sentá que lá vem história

Monkees melhor que Molejo que é melhor que Beatles
Eu tinha 13 anos e até então nenhum contato com o rock. Minha vida era ouvir a Tribuna Fm com Ivete Sangalo, Laura Pausini, Sampa Crew (!). Na época eu também assistia Chiquititas, TV CRUJ e o que tinha no horário das 19 horas. Eu estava no quarto, controle remoto na mão, mudando de canal como toda noite àquele horário (sim, eu me lembro exatamente como foi, porque realmente reservei esse momento como inesquecível) enquanto era comercial de um desses programas infanto-juvenis e parei na TVE. Tinha um rapaz de cara engraçada falando engraçado em cima de um palco e eu fiquei só observando. Junto com ele tinha mais três caras fazendo palhaçada - dá pra notar pela qualidade da película que aquilo era uma série antiga, tipo anos 60 mesmo, e mesmo assim segui assistindo. Enquanto três faziam graça no palco, um loirinho ficava se escondendo na plateia. Eu achando aquilo extremamente curioso e mais interessante que Chiquititas. No final do programa eles cantavam uma canção com guitarra, bateria, baixo e pandeiro - é tinha um pandeiro - e meus olhos brilharam.

quarta-feira, 2 de março de 2016

Dança que dá gosto de ver!

Estava assistindo "Se Ela Eu Dança Eu Danço" pela 78678 vez e lembrei que estava devendo um post sobre meu dançarinos favoritos. É claro que eles não são os melhores dançarinos do mundo - e tem tantos outros maravilhosos, só ver os clipes do Jungle ou da vaquinha Alpura - , mas o estilo de dança deles me contagia, mesmo sendo tão distintos. A começar pela Angela Trimbur.


Para quem não conhece, ela viralizou na web há uns anos atrás com a série de vídeos "Dance like nobody's watching" (dance como se ninguém estivesse olhando).  

quinta-feira, 17 de dezembro de 2015

Quem é Kaczmarski?

Eu não sei nada sobre Martin Felix Kaczmarski. Eu só sei que ele é um garoto que compõe músicas indie. Não gravou um álbum, nem ao menos um EP. No Shazam também não tá. Encontrei no Soundclound e aqui. Ele compôs uma canção e jogou no Youtube. Compôs outra e botou lá. E só essas duas músicas que chegaram em mim não sei por onde são as músicas mais fodásticas desse mundinho indie que ainda sobrevive por aí. Porque meus amigos me entendem quando eu digo: eu não tenho muita paciência com novinho #suzanavieirafeelings

domingo, 1 de fevereiro de 2015

A viagem sonora de José Gonzalez - a voz do folk



Esse cara faz com que eu perca o maior dos meus medos: o medo da solidão. Porque escutar o som de José Gonzalez é viajar para dentro de mim mesma. Benefícios psíquicos à parte, José Gonzalez é mesmo uma viagem sonora.

terça-feira, 27 de janeiro de 2015

La La La - Um Mágico de Oz Boliviano?


Mais um videoclipe que merece a atenção dos que gostam de absorver todo o sentido de uma música. Esse é mais um daqueles estranhos num primeiro momento e por isso mesmo nos instigam por querer encontrar um significado, mesmo que sejam vários deles.

segunda-feira, 26 de janeiro de 2015

Elastic Heart - o clipe conceitual de Sia


À primeira vista, um videoclipe bizarro. Mas quem gosta de absorver uma história, interpretar, ao menos tentar entender, sabe que assistir apenas uma vez não basta. E são clipes como Elastic Heart que acabam se tornando os mais interessantes.

domingo, 25 de janeiro de 2015

Vaquita Manchas, a vaca louca mais amada do Brasil



Vídeos com gente dançando de uma forma diferente e divertida no Youtube me alucinam. Não é a primeira vez que me torno “fã” de dançarinos no Youtube, mas essa vaca é especial. Uma amiga me mandou o link dela dançando o reggaetón Bailan Rochas Y Chetas, de Nene Malo, e eu viciei.

Gregg Alexander - do New Radicals ao Oscar


De tempos em tempos eu procurava no Google alguma notícia de New Radicals. Uma banda que ficou famosa em 1999 e nunca mais deu as caras. Sim, eu já sabia que ela não voltaria mais, o próprio vocalista, Gregg Alexander, disse que nunca mais a banda faria um novo disco. Ok, mas eu continuei procurando notícias, dessa vez pelo Gregg, porque eu não podia acreditar que aquela fonte de talento e criatividade se esgotaria assim, sem mais nem menos.

segunda-feira, 9 de julho de 2012

Top 10 do universo erudito


Resolvi fazer essa brincadeira de misturar uma “lista dos dez mais” com música clássica. Eu não sou uma profunda conhecedora desse universo, mas admiro bastante e admito que conheço superficialmente alguns compositores, geralmente suas criações mais populares.

No entanto, a variedade de obras é tão extensa que me dou ao luxo de classificar músicas que deveriam, a meu ver, ser ouvidas ao menos uma vez, por todo mundo. Porque são composições excelentes, que nos fazem viajar, refletir, se emocionar com uma partitura, uma nota, uma simples melodia. Sem maiores delongas, aí vamos nós:

10º La Traviata – Verdi




domingo, 8 de julho de 2012

Novidades da Éponge

Mercuriosos, tem uma banda que eu, a Jess e a Vivz conhecemos como a palma da mão desde sua formação: a Éponge. Entre idas e vindas, eis que neste domingo chuvoso há no soundcloud dos rapazes o registro do show deles no Studio Rock Café durante o Kiss Club, programa da Kiss FM.

Segue o som nesse link: http://soundcloud.com/eponge/sets/esse-dia-foi-louco/

sábado, 7 de julho de 2012

Mad Low Profile #1

Falhas em posts, ausências em tudo quanto é lugar, pessoas me falando eu sumo, 4h de atendimento médico contínuo num hospital público, estafa, vontade de dormir, decepções, vontade de dormir, dormir, emails longos, dormir, posts bem sucedidos, amigos maravilhosos me ajudando onde não posso, dormir, família, contas, contenções, restrições, sanções, dormir dormir dormir dormir dormir dormir dormir...

Vocêss realmente querem saber como é minha vida? Não, melhor continuar escondendo e mostrar só o q agrada os olhos ;)

segunda-feira, 2 de julho de 2012

Madeleine no Face!

Gente, como é bom ter uma amiga multitalentosa como a dona Madeleine! Nem vou rasgar seda aqui, mas o fato é que a polivalente Made não tem facebook! E eu, a marketeira do grupo, propus um trato: uma página do face para divulgarmos o talento dessa guria E, se atingirmos 100 fãs, ela mesma irá criar uma conta na rede de Mark Zuckerberg! E, imaginem só, ela aceitou! E tínhamos testemunhas no local!

Passado um pouco mais de mês do trato, é com muita alegria que hoje estamos lançando a página da Made. Então se você é um(a) admirador(a) do trabalho da nossa querida parceira, curta a página Signos Possíveis do facebook!

Antes de ser apenas um modo de convocá-la para o face, nosso intuito é divulgar o trabalho dela no cinema local e, quem sabe, alçar o nacional? Somos sonhadoras, Hollywood a aguarda! ;)

Signos Possíveis no Facebook!

Eu, Jessica, e Vivian decidimos montar uma página para a nossa querida amiga Madeleine, a Signos Possíveis. O objetivo é receber 100 "curtir", para que ela finalmente entre na rede social, para compartilhar suas ideias, opiniões e coisas interessantes sobre sua vida e seu trabalho.

Então é fácil: Basta acessar:


E dar joinha! Esperamos todos lá!